BOTÂNICA ANTIOX DA AMAZÔNIA

O stress oxidativoé causado pelo desequilíbrio entre a eficiência dos sistemas antioxidantes produzidos pelo organismo e a produção de radicais livres.

SISTEMAS DE DEFESA

O organismo desenvolveu diversos sistemas de defesa, chamados sistemas endógenos:

  • as enzimas: superoxi dismutase (SOD), catalases e glutationa peroxidase;
  • os antioxidantes não enzimáticos: hormônios estrogênicos, ácido úrico, coenzima Q, bilirrubina, melanina, melatonina, tocoferol e ácido lipóico.

 

Pesquisas tem demonstrado que o envelhecimento cutâneo é grandemente influenciado pelos desequilíbrios do meio ambiente, como o aumento do nível e da intensidade da agressão oxidativa ou a redução nos sistemas endógenos de proteção.

Os principais antioxidantes atualmente utilizados em cosméticos são obtidos de plantas, considerando a habilidade dos vegetais em converter Oxigênio e

Gás Carbônico em moléculas vitais para o seu desenvolvimento.

Este é o caso, por exemplo, dos flavonóides, ácidos fenólicos, tocoferóis, ácido ascórbico e carotenóides.  Eles agem retardando os sinais de envelhecimento da pele e dos cabelos, impedindo a ocorrência de danos estruturais.

 

MECANISMO DE AÇÃO DOS ANTIOXIDANTES

Os antioxidantes combatem os efeitos da oxidação através de 2 mecanismos:

  • bloqueio dos iniciadores da oxidação e
  • complexação de metais de transição.

 

Quando os antioxidantes bloqueiam os iniciadores da oxidação, eles atuam através da ação direta, inibindo o início desta reação.   Esta atuação preventiva impede a formação de espécies reativas de oxigênio (ROS), ou ainda capturam espécies responsáveis pela iniciação do processo  oxidativo, sequestrando o oxigênio singlete 1O2.   Isto ocorre por exemplo  devido a incidência da Radiação UV, degeneradora do DNA da pele.

 

A complexaçãode metais de transição, como o cobre e o ferro, são muito conhecidas por formar complexos de quelação com estes metais, transportando ou eliminando estas substâncias, prevenindo assim as reações de oxidação.  A eficiência deste tipo de atividade antioxidante é característica dos flavonóides e ácidos fenólicos, assim como a ferritina e a albumina.

 

BOTÂNICA ANTIOX DA AMAZÔNIA

Laboratórios brasileiros, têm desenvolvido importantes trabalhos para identificação de antioxidantes de uso em cosméticos. Em uma de suas pesquisas, a ASSESSA, desenvolveu um complexo bioativo que combina 3 plantas originárias da Amazônia, para se obter alto nível de proteção oxidativa.

Esta associação que comprovou sua ação anti stress oxidativo da pele, reúne:

Autor: Maria Rita Resende

Graduada em física e química e pós-graduada em gestão da cosmetologia. Esteticista, cosmetóloga, fisioterapeuta, consultora e palestrante com artigos publicados no Brasil e no exterior. Pioneira no ensino da estética no Brasil e profissional de reconhecida experiência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: