PELES SENSÍVEIS NO INVERNO

18 Ilustracao Face hiperemiada

O inverno é tão agressivo à pele quanto o verão!

Proteja a sua pele de um problema cutâneo comum no inverno, que é dermatologicamente chamado PERNIOSE.

Perniose é uma dermatite muito frequente que nos atinge na face, mãos e pernas e se caracteriza pelo ressecamento da pele, seguido de problemas circulatórios. O nariz e as bochechas se apresentam avermelhados, com sensação de ardor, picadas e estiramento. Ainda podem ocorrer irritações, coceiras e descamação.

Estas reações são consequências da fragilização da função barreira da pele, responsável pela retenção de água e flexibilidade da epiderme.  O frio e a baixa da umidade relativa do ar, desencadeiam na pele a desidratação, o ressecamento, e reação de tipo inflamatório.

O ato de coçar as regiões, principalmente os membros inferiores, levam ao escurecimento da pele, agravando o quadro.

A face agredida pelo frio torna-se áspera, espessada, acentuam se as rugas e sulcos, acelerando o envelhecimento.  Ocorre também a diminuição dos lipídeos superficiais, o conteúdo de aminoácidos e a renovação do extrato córneo torna-se mais lenta, deixando a pele sem brilho.

O cuidado essencial é buscar cosméticos com componentes adequados, que possam contribuir para a deposição de ativos de tratamento de ação descongestionante e que também contribuam para a restauração da função barreira da pele, reduzindo a perda transepidérmica de água.

São utilizadas substâncias lipofílicas (com afinidade à gordura), hidrofílicas (com afinidade à água), e substâncias formadoras de filme (oclusivas), tais como:

Aminoácidos de aveia, Ureia, Silanol, Ácido Pirrolidon Carboxílico, Lactato de Sódio, Ceramidas, NMF, Trealose, Ácido Hialurônico, Extratos Vegetais, Sulfato de Condroitim, Óleos Vegetais e Minerais (Magnésio e Potássio) essenciais ao metabolismo da células cutâneas.

12 DICAS DE CUIDADOS PARA A PELE SENSÍVEL:

1.a – Higienize a pele com limpador “sem sabão” – são especialmente formulados para pele sensível ou delicada;

2.a – Use apenas água morna – a água quente, vapor e saunas, removem a emulsão epicutânea, proteção natural da pele que funciona como uma barreira, neste caso já muito fragilizada;

3.a – A água fria também é irritante  –  evite-a ao lavar louça, ou outro contato frequente;

4.a – Esfolie a face com moderação – evite limpadores com grânulos, prefira as esferas maleáveis que ao se romperem liberam substâncias hidratantes;

5.a – Para a face, evite os géis  –  prefira emulsões cremosas ou séruns, para nutrir e hidratar, não esqueça o filtro solar;

6.a – Cuidado especial – use e abuse das máscaras cremosas de beleza, pelo menos uma vez por semana!;

7.a – Durante o banho – prefira sabonetes suaves e não utilize buchas ásperas;

8.a – Para o corpo, utilize hidratantes – eles devem ser cremosos, ricos em óleos vegetais e formadores de filme. Aplique imediatamente após o banho e reaplique durante o dia;

9.a – Cuidado com os sensibilizantes – não são apenas fragrâncias e parabenos que são considerados sensibilizantes para este tipo de pele:  antibióticos, como a neomicina, também podem desencadear este problema, oriente-se com seu médico;

10.a – Coma mais vegetais – quando se tem pele sensível, a má digestão muitas vezes pode agravar ainda mais o problema.  Experimente trocar o café da tarde por um suco verde, e comer verduras em cada refeição, para promover a boa digestão;

11.a – Pratique massagem – solicite a sua esteticista uma sequência de drenagem linfática e aprenda com ela alguns movimentos específicos para você massagear a face e corpo, enquanto aplica os seus hidratantes;

12.a – Evite contato direto com tecidos sintéticos e lã – utilize camisetas de algodão, sob a roupa e luvas de couro nas mãos!